Agora que descanso a minha alma
Respiro satisfeito…
E repouso neste momento
Repito o silêncio do teu cheiro
Perto da madrugada deixo a minha roupa
Já ausente do meu sentir…
Não me importa já a noite
Jamais me sente…
Crio um sentido para além da minha mente
E descrevo-o no meu pensamento
Navego milhões de anos
E refaço só para mim…
O cremoso segredo do teu olhar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *