Foi a melhor noite da minha vida
Ainda não encontrei a vida…
Tenho aqui os amigos que construí
Viajámos juntos…
Divagámos pela noite e fomos verdadeiros
Os mundos antigos deixaram-nos ser
Olho para mim…
Tenho um bom motivo para sorrir
Sou eu… mais velho
A minha cara já não é de menino
Talvez o homem menino…
O cabelo, as rugas, os sinais
O tempo passa mas eu evoluo…
O tempo passa mas eu estou aqui
E de tempos em tempos vejo o meu reflexo
Nas janelas das casas
No comboio, no carro
São espelhos de água que se dilatam no tempo
Vejo-me e sou eu mesmo assim
Assim maduro e consciente
Por vezes tão perto de mim
Que me arrepio…