Segredos…
Tantos e tão poucos
São meus também
Apetece-me desvenda-los…
Os segredos tão teus
Talvez na intimidade de um sorriso
No gesto do silêncio
Ou na presença de um olhar
Talvez no inicio da madrugada
Ah… Segredos…
Que seria deles sem um confidente
Que pernoita no silêncio da noite
Segredos tão secretamente guardados…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *